ONG alemã seleciona brasileiros para conferência internacional sobre aids em Amsterdã

“Somos a geração que pode acabar com a aids. Mas, para atingir esse objetivo, precisamos de uma nova geração de lideranças”. A declaração é do ativista Daniel Nagel. Aos 26 anos, ele é presidente da Youth Against Aids (Jovens contra a Aids), uma organização sem fins lucrativos que nasceu há 8 anos na Alemanha. A ONG, conhecida pela sigla YAA, está selecionando brasileiros que queiram participar da 22ª Conferência Internacional sobre Aids. Evento acontece em julho, em Amsterdã.

Ao lado de países como Índia, África do Sul e China, o Brasil foi escolhido como uma das paradas na volta ao mundo que os jovens da instituição alemã estão fazendo para expandir sua rede de voluntários. Outro objetivo é “internacionalizar” suas campanhas de resposta à aids e educação sexual nas escolas.

A visita ao país latino-americano teve o apoio do Unaids (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids). Ao longo da primeira semana de maio, o organismo da ONU ajudou a mobilizar entidades locais que trabalham com juventude, bem como jovens ativistas da área de HIV, promovendo diálogos e parcerias.

O pontapé inicial para a expansão da YAA já tem data marcada: acontecerá de 20 a 27 de julho, na capital da Holanda, que receberá um encontro global sobre aids. A ONG alemã planeja levar 300 jovens líderes de todo o mundo, com idade entre 18 e 26 anos. Bolsas para financiar a viagem serão concedidas a quem tem um histórico de atuação na resposta à epidemia ou deseja se tornar um aliado da causa e desenvolver iniciativas futuras.

As inscrições para as bolsas podem ser feitas até 20 de maio, na página da organização na internet: youth-against-aids.org/endaids.

“Foi inspirador encontrar a equipe da Youth against Aids aqui e ver sua motivação para envolver os jovens na prevenção através do olhar e da perspectiva da juventude”, diz a diretora do Unaids no Brasil, Georgiana Braga-Orillard.

“Em todo o mundo, os jovens enfrentam desafios semelhantes na resposta ao HIV. Existem ainda grandes lacunas em termos de acesso a informação e a estratégias de prevenção que sejam especificamente adaptadas à idade e à realidade atual dos jovens. Tenho certeza de que, juntos, podemos superar esses obstáculos e promover um engajamento significativo dos jovens no Brasil.”

A campanha de mobilização para a participação na conferência foi lançada em São Paulo com uma transmissão ao vivo no Facebook. Ação teve o apoio do Unaids Brasil e de influenciadores digitais, como o Canal das Bee, do youtuber Herbet Castro, e as páginas DRelacionamentos e Sensualise Moi.

“Fazer parte desta iniciativa em Amsterdã nos ajudará a entender melhor o que outras organizações da juventude e outros jovens estão fazendo em termos de prevenção do HIV e educação sexual. Tenho certeza de que todos os participantes aprenderão muito e poderão aplicar isso em seus projetos locais aqui no Brasil”, disse a youtuber Tuy Potasso, que tem quase 600 mil seguidores em seu canal Sensualise Moi, criado com o namorado Biel Vaz. “Já nos inscrevemos e esperamos estar em Amsterdã com todos.”

Parceira oficial da 22ª Conferência Internacional sobre Aids, a ONG alemã terá um espaço exclusivo para a juventude, o Youth Headquarters, onde serão debatidas ideias criativas e compromissos pelo fim da aids.

“Estamos muito entusiasmados em receber jovens brasileiros em nossa Sede da Juventude para dar início ao nosso movimento global”, afirma Nagel.

Encontros em Brasília e São Paulo

Durante a passagem pelo Brasil, na primeira semana de maio, a YAA teve encontros com a equipe do Unaids no Brasil e também com ativistas recém-formados no Curso de Orçamento Público em Saúde, Advocacy e Negociação para Jovens Lideranças no Distrito Federal. A capacitação foi realizada pelo programa das Nações Unidas em Brasília, na Casa da ONU.

Ainda na capital federal, os voluntários alemães se reuniram com representantes da Unesco e do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das ISTs, HIV/Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde.

Em São Paulo, a delegação da ONG visitou a Fundação Poder Jovem e a Koinonia Presença Ecumênica, além de promover um encontro com cerca de 30 jovens no auditório do Centro de Referência e Treinamento DST/Aids-SP.

Fonte: ONU Brasil

Comente esta notícia

Top
%d blogueiros gostam disto: